Universo Tech ©

O seu portal sobre curiosidades!

sexta-feira, 13 de julho de 2018

Saiba porque que você nunca deve matar uma aranha dentro de sua casa

A maioria das pessoas tem aversão à aranhas, por isso acaba sendo comum fazer o possível para matá-las no momento em que vemos alguma. E, caso você também tenha medo desse tipo de animal, talvez seja bom saber que, assim como muitos outros, você pode ter aracnofobia. O que acaba fazendo com que você simplesmente não consiga sobreviver no mesmo lugar que esse pequeno ser vivo.



O problema é que, por mais difícil que isso possa ser para algumas pessoas, se não para todas elas, você deve evitar matar as aranhas que vez ou outra acaba encontrando em sua casa. Isso porque, apesar dos seres humanos ignorarem isso na maior parte do tempo, o ambiente em que vivemos não é exclusivamente nosso. Ou seja, outras espécies acabam vivendo sobre o mesmo teto que nós e elas contribuem significativamente para o nosso ecossistema. E, acredite ou não, as aranhas não estão esclusas desse fator.



A importância das aranhas

Como mencionamos, as aranhas são extremamente importantes para o ecossistema e, por isso, não devem ser mortas. Afinal, a maioria delas permanece escondida e não oferece risco para as pessoas. Sem falar que elas podem afastar outras pragas da sua residência. E, para entender melhor como vivem as aranhas dentro das casas, um estudo acabou sendo realizado e contou com a análise de 50 residências da Carolina do Norte. Permitindo que os pesquisadores percebessem aquelas que eram mais comuns, sendo estas as Theridiidae e as Pholcidae.

No geral, essas duas espécies constroem suas teias em um local que possam aguardar de forma segura até que a sua presa apareça. E, além de ajudarem no combate de pagas, algumas até podem acabar com transmissores de doenças, como os mosquitos. Ou seja, se levarmos isso em consideração, é melhor té-las como companheiras em sua casa. Já que, apesar de existirem algumas venenosas por aí, as espécies que costumam habitar casas não carregam esse fator com elas e são mais benéficas do que prejudiciais. Para falar a verdade, a maioria delas tenta evitar os seres humanos já que somos aparentemente mais ofensivos do que elas, sem falar que mordidas desse animal são realmente raras.